COMENTEM OS LIVROS

MENINAS COMENTEM OS LIVROS.

O BLOG SE ALIMENTA DE COMENTÁRIOS!

COMENTÁRIOS DÃO VIDA AO BLOG!

DEDETIZADORA - CAMPINAS E REGIÃO

LIVROS RECOMENDADOS PARA LEITURA

  • A PROMETIDA - Esse livro está somente no AMAZON, mas tive a oportunidade de ler no Wattpad(já foi Retirado). Eu o classifico como comédia romântica. Amei Mansur, o S...
    Há um ano

Gostou do Blog ? Seja um MEMBRO !!

quinta-feira, 18 de junho de 2015

PECADO DA SEDUÇÃO




Anne Mather
Pecado da Sedução
Sinful Truths


Jake McCabe se separou de sua esposa Isobel convencido de que não era o pai da menina que ela tinha dado a luz. Isobel tinha criado sozinha à pequena Emily com orgulho e sem deixar de insistir em que a menina era filha de Jake.
Agora Jake havia voltado uma vez mais a aparecer na vida de Isobel e tinha comprovado que seguia vivo o mesmo desejo irrefreável que havia entre eles quando se casaram. Sua relação estava povoada de mentiras e arrependimentos, assim não ia mudar nada se Jake acrescentasse um pecado mais a sua lista: seduzir sua mulher de qualquer maneira.

10 comentários:

  1. Essa história é idêntica a uma história criada pela autora em 1982, chamada O Caminho da Esperança, parece que a Anne Mather esqueceu que escreveu essa história ,o que mudou um pouquinho foi que agora existe o exame de paternidade DNA, mas a justificativa para não fazer pelo mocinho ou não ser cobrada o exame pela mocinha não existe, a história escrita em 1982 e essa que deveria ser ao menos mais atual é difícil de digerir foi uma perda de tempo ler .

    ResponderExcluir
  2. Li, seguidamente, estes dois romances:
    1º) Reencontro => Lynne Graham; e 2º) Pecado da Sedução => Anne Mather.
    São dois romances bem parecidos, com algumas variantes, mas a essência é a mesma. Mocinhos que passaram anos sem conhecer e/ou reconhecer suas filhas, depois surgem do nada e as otárias das mocinhas perdoam de primeira.
    Neste 1º romance da Lynne Graham aqui o tal "mocinho" passou 13 anos longe da mocinha, sem procurar saber se ela estava viva ou morta, foi um péssimo marido, dando a desculpa que era muito jovem na época. Ora bolas, jovem ou não ele deu ouvidos a todo mundo, menos a mocinha, mãe de sua filha, sabendo que a família dele a odiava. Passou 13 anos e a filha quis conhece-lo pessoalmente. Aí vem o cretino cheio de marra, se achando o injustiçado, esquecendo que em 13 anos ele simplesmente esqueceu que a mocinha existia, e depois vem dizer que SEMPRE A AMOU. Aff que coisa irritante.
    O 2º livro da Anne Mather consegue ser um pouquinho pior, pois nesse caso o pai achava que a filha não era dele, que a esposa tinha sido infiel e não deu a menor chance dela se defender. Durante 10 anos a mocinha jurou inocência e a filha sabia quem era o pai e que ele não a aceitava. O "mocinho cretino" era um milionário poderoso, safado, rodeado de mulheres, por último estava de casamento marcado com uma vaca interesseira, viajando para praias paradisíacas. E, enquanto isso sua ex-esposa e sua filha viviam quase na miséria, passando por dificuldades financeiras. Esse pra mim não tinha perdão mesmo. Escrevi tudo isso pra concordar com a colega acima as estórias são bem repetitivas!

    ResponderExcluir
  3. Li as duas citadas por vcs, realmente são parecidas e absurdas….muito tempo pra se negar um filho e rápido demais em perdoar….

    ResponderExcluir
  4. Muita ignorância de ambas as partes, DNA existe, para não haver esse tipo de situação, e o pior que essas situações existem até hoje, conheço alguém assim.

    ResponderExcluir
  5. DNA tá ái pra provar paternidade a mais de 20 anos viu escritoras, só pra constar, rs.

    ResponderExcluir
  6. O livro é bom...mas a tradução meu Deus! Porém eu não critico o mocinho pois tanto Jake, Isobel e Emily foram vítimas da Velha louca que não merecia perdão, como pode uma mãe ver sua filha e neta sofrerem 10 anos e guardar a maldade que ela fez com eles e depois ainda usufruir do dinheiro de Jake sendo que esse foi o motivo pelo qual ela separou o casal...

    ResponderExcluir
  7. Realmente, é muito tempo para deixar de lado filhos, os filhos sofrem muito quando os pais não estão do seu lado, mas são histórias onde falta confiança na mulher amada, e excesso de confiança em terceiros.

    ResponderExcluir
  8. Seria bom que a mocinha com filhos ficassem no local, para o mocinho sempre encontrar mulher e filhos, não teria como negar a paternidade.

    ResponderExcluir


MENINAS O BLOG, NÃO TEM MODERADOR DE COMENTÁRIOS. MAS COMENTÁRIOS OFENSIVOS OU PROVOCATIVOS SERÃO TIRADOS.

NÃO MANDO LIVROS POR EMAILS, O BOX TEM LIMITE PARA BAIXAR POR MÊS,
BAIXE APENAS O QUE VOCÊ IRÁ LER.
OS LINKS COSTUMAM PARAR DE FUNCIONAR NO FINAL DE CADA MÊS POIS O BOX ESTOURA O LIMITE, PARA ISSO NÃO ACONTECER PRUDÊNCIA NO BAIXAR DOS LIVROS.