COMENTEM OS LIVROS

MENINAS COMENTEM OS LIVROS.

O BLOG SE ALIMENTA DE COMENTÁRIOS!

COMENTÁRIOS DÃO VIDA AO BLOG!

DEDETIZADORA - CAMPINAS E REGIÃO

LIVROS RECOMENDADOS PARA LEITURA

  • A PROMETIDA - Esse livro está somente no AMAZON, mas tive a oportunidade de ler no Wattpad(já foi Retirado). Eu o classifico como comédia romântica. Amei Mansur, o S...
    Há um ano

Gostou do Blog ? Seja um MEMBRO !!

SANDRA RUMMER

  • AGRADECIMENTO - Gostaria de agradecer a todas vocês que fizeram da série Irmãos Barak um sucesso. Ele ocupa o 3 e 4 lugar dos mais vendidos no Amazon, desde o dia 18/05...
    Há um mês

domingo, 13 de setembro de 2015

SEPARAÇÃO


Separação

Not Far Enough
Margaret Pargeter
Coleção Sabrina, nº 254
Série
Romances Editora Abril, 1982

O casamento  de Laura com Jarvis Parradine não foi muito além da lua-de-mel. O que não era de espantar, porque ele nunca lhe disse sequer uma palavra de amor. E não foi sô isso: Laura o pegou nos braços de outra mulher! Então, arrasada, abandonou Jarvis, fugindo para as longínquas Ilhas Maurício, no Oceano Indico. Queria esquecer Londres e apagar para sempre as tristes lembranças de seu casamento fracassado. Durante quatro anos Jarvis fez de tudo para encontrar Laura. Até conseguir... Agora, além de lutar contra a atração que ainda sentia pelo marido, Laura precisava desesperadamente esconder dele o grande segredo de sua vida...

LIVRO

27 comentários:

  1. O livro estava indo bem... Até que ele tem uma crise e bate nela... Qual e?!?

    ResponderExcluir
  2. Ruinzinho. Não tenho saudades desses dois.
    Quanto aos tapas, ela bem que os mereceu,
    bateu primeiro, levou na cara!

    ResponderExcluir
  3. Ossada esse livro. Melhor deixar quieto, embora eu tenha terminado a leitura.

    ResponderExcluir
  4. Nossa que relação tóxica!!! No final, só porque ela foi visitar a sogra sem o conhecimento dele, recebe alguns tapas no rosto! O que é isso? O modelo de mulher que passavam para nós! Submissa ! Apanha e fica calada! E depois dele ser muito ogro ELA pede desculpas! Os 02 foram errados, mas por favor! Ainda bem que as coisas mudaram um pouco! Ufa!!!

    ResponderExcluir
  5. Essa história foi escrita na década de 80, estou tentando compreender o contexto para justificar a agressão física e psicológica que a personagem foi submetida,as mulheres durante séculos aguentaram surras,tapas e torturas psicológicas feitas pelos seus maridos ou namorados,nos anos oitenta essas barbáries eram discutidas,mas parece que a escritora parou no tempo com uma visão machista e simplista que a mulher apanha e tem que pedir desculpas ela é culpada não é a vítima apanhou porque mereceu.A editora não deveria ter publicado essa história.

    ResponderExcluir
  6. Não gostei casalzinho insuportável a mocinha não tem nada que agrade babaca e o cara um ogro violento ele tem ciúme dela com próprio filho e tenta afasta-la da criança que idiota!

    MARA

    ResponderExcluir
  7. Devia ter lido os comentários, que livro horroroso, terror psicológico. Homem ciumento, bruto, sinceramente só esperei ele tirar uma arma e matar a mulher, acho q o final seria mais fiel ao enredo

    ResponderExcluir
  8. Não é possível alguém gostar de uma história na qual a mulher apanha e simplesmente pede desculpas como se fosse culpada e não a vítima,além disso sofre pressão psicológico do marido em relação ao filho. É um retrocesso aceitar isso mesmo sendo num livro, concordo que a história não deveria ter sido publicada.

    ResponderExcluir
  9. Ela é discípula da autora Diana Palmer,só que um tanto exagerada no perfil dos protagonistas, o homem é extremamente grosseiro nesse livro tem até agressão física por parte dele e a protagonista nas tramas são submissas e aceitam situações qrosseiras.

    ResponderExcluir
  10. Trecho: "E, sem mais hesitação, esbofeteou Laura várias vezes." Somente por essa frase dá pra entender como foi o resto do livro. A indignação das leitoras é devida, Jarvis era violento, amargurado, agrediu a mocinha por pura maldade, porque a mantinha prisioneira em casa chantageando-a com o próprio filho, do qual ele era o pai... Sinceramente livro odioso com muita pressão psicológica em cima da mocinha, sendo que a culpa no passado foi dos dois, ela era retraída e cheia de tabus, deixou o marido de lado e ele por revanche também passa a ignorá-la. Errou ao corresponder o beijo da tal Olívia mesmo que fosse uma despedida, deveria ter respeitado seu casamento... e essa atitude idiota desencadeou toda a revolta da mocinha e aconteceu o que aconteceu!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Misericórdia! Vou passar longe desse!!

      Excluir
  11. Trecho: "E, sem mais hesitação, esbofeteou Laura várias vezes." Somente por essa frase dá pra entender como foi o resto do livro. A indignação das leitoras é devida, Jarvis era violento, amargurado, agrediu a mocinha por pura maldade, porque a mantinha prisioneira em casa chantageando-a com o próprio filho, do qual ele era o pai... Sinceramente livro odioso com muita pressão psicológica em cima da mocinha, sendo que a culpa no passado foi dos dois, ela era retraída e cheia de tabus, deixou o marido de lado e ele por revanche também passa a ignorá-la. Errou ao corresponder o beijo da tal Olívia mesmo que fosse uma despedida, deveria ter respeitado seu casamento... e essa atitude idiota desencadeou toda a revolta da mocinha e aconteceu o que aconteceu!

    ResponderExcluir
  12. Na boa, totalmente desnecessária a cena dos tapas…estava indo muito bem até ai….e ela ainda se desculpa!!! Pelo amor de Deus…que autora mais maluca!!! ahahahah

    ResponderExcluir
  13. Tenho até medo de ler os livros desse cara machista de pseudônimo Margareth pargeter , pois noventa por cento dos mocinhos agridem as mocinhas moral, física e psicologicamente.O mais revoltante é que elas ainda se humilham para ter os desgraçados perto delas.

    ResponderExcluir
  14. Eu nunca leio Margareth Pargeter. É decepção na certa!

    ResponderExcluir
  15. Eu nunca leio Margareth Pargeter. É decepção na certa!

    ResponderExcluir
  16. bom com tantos comentários sobre o livro impossível não o ler



    ResponderExcluir
  17. Realmente, os tapas acabaram com o livro. Nem consegui ler o resto. A autora realmente é mulher?

    ResponderExcluir
  18. Gente que mulher besta esa estória e muito ruim eu não terminei de ler me deu nos nervos

    ResponderExcluir
  19. " Gostei muito do livro, apesar de não concordar com as cenas de violência. Porém não podemos esquecer que é apenas um livro e não vida real. Temos que lembrar que foi escrito em uma época totalmente diferente."

    ResponderExcluir
  20. gostei muito do lirvo apesar de nao concordar com a violencia❤❤❤

    ResponderExcluir
  21. Não dá para aceitar violência contra mulher...
    Não gostei.

    ResponderExcluir
  22. Que livro sem sal é esse gente...a mocinha foge por um motivo bobo..o mocinho um ogro..no final ela se julga culpada e ele é um verdadeiro panaca....

    ResponderExcluir
  23. achei horrivel ele esbofetear a mulher varias vezes , que homem ogro ,e como ela e patetica de achar que ele estava certo ,

    ResponderExcluir
  24. gostei da historia , mais tomei um choque quando ele esbofeteou ela varias vezes achei horrivel , ela era muito nova meio patetica achava normal o comportamento dele.

    ResponderExcluir


MENINAS O BLOG, NÃO TEM MODERADOR DE COMENTÁRIOS. MAS COMENTÁRIOS OFENSIVOS OU PROVOCATIVOS SERÃO TIRADOS.

NÃO MANDO LIVROS POR EMAILS, O BOX TEM LIMITE PARA BAIXAR POR MÊS,
BAIXE APENAS O QUE VOCÊ IRÁ LER.
OS LINKS COSTUMAM PARAR DE FUNCIONAR NO FINAL DE CADA MÊS POIS O BOX ESTOURA O LIMITE, PARA ISSO NÃO ACONTECER PRUDÊNCIA NO BAIXAR DOS LIVROS.