COMENTEM OS LIVROS

MENINAS COMENTEM OS LIVROS.

O BLOG SE ALIMENTA DE COMENTÁRIOS!

COMENTÁRIOS DÃO VIDA AO BLOG!

DEDETIZADORA - CAMPINAS E REGIÃO

Qual é o seu estilo?

DICA


PARA ABRIR QUALQUER PÁGINA E FUGIR DAS PROPAGANDAS, SEM PROBLEMAS.

CLIQUE COM O MOUSE DIREITO E ESCOLHA A OPÇÃO ABRIR GUIA OU LINK EM OUTRA PÁGINA

ISSO SERVER PARA O ÍNDICE , ETC


para falar comigo : amoraosromances2@gmail.com

LIVROS RECOMENDADOS PARA LEITURA

  • A PROMETIDA - Esse livro está somente no AMAZON, mas tive a oportunidade de ler no Wattpad(já foi Retirado). Eu o classifico como comédia romântica. Amei Mansur, o S...
    Há um ano

Gostou do Blog ? Seja um MEMBRO !!

LIVROS EM INGLÊS E ESPANHOL

LIVROS EM INGLÊS E ESPANHOL
PARA VOCÊ QUE ESTUDA A LÍNGUA- CLICK NA IMAGEM

sexta-feira, 9 de agosto de 2013

VIVER POR TEU AMOR


Viver por Teu Amor
Lifelong Affair
Carole Mortimer

Coleção Bianca, nº 230
Série
Romances Editora Abril, 1983


De repente não havia escolha para Mildres. Ela teve que jogar para o ar uma promissora carreira de atriz de novelas em Los Angeles, um namorado fiel, sua casa, os amigos, seu país...Tinha que abandonar tudo para cumprir o último desejo de sua irmã Glenna e por isso estava até disposta a fazer a maior loucura: casar-se com um homem que ela não amava! Arrogante, frio e impassível, o belo Alex Hammondviera de Londres para tentar tirar-lhe a guarda de seu sobrinho Courtney., a razão de viver que Glenna lhe deixara. Mas isso Mildred não permetiria, nqme que tivesse que largar tudo para tornar-se mulher de Alex!

BAIXAR              Baixar

24 comentários:

  1. LI E ADOREI .............SIMPLESMENTE PERFEITO ESTE LIVRO..... RECOMENDADISSSIMO

    ResponderExcluir
  2. Amei,
    Mocinha que sabe o que quer
    Nada de remoer os mal entendidos
    muito legal
    :)

    ResponderExcluir
  3. Amei! que bom que a Mildred não desistiu do Alex, sempre segura conquistou um homem incrível(como a falecida irmã ja imaginara e tratou de unir os pontos)e fez uma família maravilhosa^^

    ResponderExcluir
  4. esta faltando estas parte ao livro

    — É justamente esse o motivo pelo qual nunca mandarei um filho meu para o internato.
    — Courtney não é seu filho....
    — Ainda não! — Alex interrompeu-a com suavidade. — Mas pretendo que seja e gostaria que você fosse a mãe dele.
    — O que está querendo dizer?
    Mildred fitou-o muito intrigada mas Alex apenas encolheu os ombros e desviou o olhar para o fogo.
    — Está claro que você gosta muito do bebê. Bem, acho que aqueles repórteres encontraram a solução para o nosso problema.. . Penso que devíamos nos casar.
    Mildred ficou estupefata. Casar com Alex Hammond? Isso não só era pouco convencional como lhe parecia ridículo!
    — Posso ver que você está surpresa com a idéia — disse ele, num leve tom de desdém. — Mas não vejo outra solução. Nós dois nos recusamos a desistir de Courtney e, a não ser que o condenemos a passar a vida sendo arrastado de um lado para o outro do Atlântico a cada seis meses, não vejo outra saída.
    .— Mas eu trabalho nos Estados Unidos. — Foi a primeira objeção que lhe ocorreu... mas não a única!
    — Você gosta muito da sua’carreira?
    — Eu. .. sim. Claro!
    — Então arrumaremos um meio para contornar isso. Posso mudar o escritório central da Hammond para os Estados Unidos, de modo que eu e Courtney fiquemos com você.
    Mildred mal podia acreditar, mas pela seriedade da expressão dele sabia que Alex estava sendo absolutamente sincero no intento de casar-se com ela.
    — Você faria realmente isso? — perguntou.
    — Se eu não tiver outra escolha. .. Courtney vem em primeiro lugar.
    E você? Não pretende se casar com uma mulher que ame?
    O coração de Mildred bateu descompassado no peito de tanta ansiedade. De repente, a resposta àquela pergunta tinha se tornado muito importante. Entretanto, Alex mostrou-se mais frio e distante, falando, em voz pausada:
    — O amor é uma emoção destrutiva que deixa as pessoas que realmente amam sem vontade própria, completamente vulneráveis aos caprichos do ser amado. Não quero ser destruído desse modo. O nosso será um casamento de conveniência, e. ..
    — Isso saiu de moda no século passado! — protestou Mildred, profundamente confusa com aquela visão deturpada do amor. Alex devia ter amado e perdido alguém que se aproveitara dos seus sentimentos com crueldade.
    — Eu não disse que ele iria ser platônico — ele continuou. — Não tenho vocação para a castidade. Tive vários. . . relacionamentos no passado e, pelo que percebi, você achou agradável meu beijo esta tarde.
    Estou certo de que seremos compatíveis na cama.
    Ela corou violentamente diante dessa observação tão direta e objetiva. Em nenhum momento, esperara que AIex Hammond fosse falar de um modo tão íntimo.
    — Naturalmente — concordou secamente, sabendo que aquele homem seria bem-sucedido em tudo o que se dispusesse a fazer. .. inclusive amor! — Mas não posso me casar com você.
    — Por que não?
    Ele a olhou de modo penetrante, como se pretendesse ler o que havia por trás da confusão.estampada no belo rosto de Mildred. Em seguida, acrescentou:

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigado por postar as partes que faltam :)

      Excluir

  5. Ele a olhou de modo penetrante, como se pretendesse ler o que havia por trás da confusão.estampada no belo rosto de Mildred. Em seguida, acrescentou:
    — Você mesma disse que não tem intenção de se casar com esse rapaz, Sam, com quem anda saindo. Portanto, basta que veja em mim um amante para toda a vida. Posso lhe garantir que não pedirei a você mais do que o necessário... Gosto de mulheres mas posso controlar meus impulsos sexuais a um mínimo.
    — Vamos deixar isso bem claro — disse Mildred, tensa. — Nós nos casamos e vamos viver. . . em qualquer lugar. Courtney arranja pais, e, ocasionalmente, você faz uma viagem do seu quarto para o meu. Correto?
    — Essa última observação valeria para os dois, à medida que as mulheres também têm seus desejos e necessidades.
    — Em outras palavras, quando eu quiser um homem basta ir procurá-lo em seu quarto?
    — O que há de errado nisso? — perguntou Alex, espantado com a raiva que via estampada no rosto dela.
    — Nada.. se a gente é uma droga de máquina! — exclamou, furiosa. — O que você está me propondo é desumano!
    — Por quê? Não vejo nada anormal nisso.
    — £ óbvio que não, Alex. Você não tem a mínima consciência.
    Ele deu um suspiro desanimado e comentou:
    — Olhe, se você duvida que posso lhe dar um relacionamento f ísico satisfatório, nunca é tarde para que eu lhe prove o contrário.
    — Isto não é modo de se fazer amor... — disse, numa vozinha fraca, enquanto ele a empurrava delicadamente contra as almofadas.
    — Talvez não façamos amor agora — concordou Alex. — Mas quero convencê-la de que podemos dar prazer um ao outro.
    Mildred tentou inutilmente afastar aquele corpo atlético que se in¬clinava sobre o seu, protestando:
    — Largue-me! Você é um cínico!

    ResponderExcluir
  6. Adorei!!!!
    Mildred, apesar do nome, é sensacional.
    As histórias onde as mulheres são desembaraçadas, fortes, vivazes são as que mais gosto.
    Este é o caso aqui. A mocinha é linda, sensual, inteligente e franca. Não é de mandar recado. Fala o que pensa e desmonta as possíveis intrigas.
    Ele também é forte e a apoia junto à sua família que é na verdade um ninho de víboras.
    Sem contar o neném que parece ser um bonzinho, além de sobrevivente.
    Muito lindo romance!!!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Você fez uma síntese perfeita do livro.
      Muito lindo é uma linda história de amor!

      Excluir
  7. Também achei uma das histórias mais lindas e bem escritas! A mocinha é forte e decidida sem deixar de ser delicada e o mocinho é um homem apaixonante mesmo. Além disso, o livro tem o tempo certo de duração e resolução dos conflitos, o que não cansa a leitura. Aliás, Li tudo de uma só vez!!!

    AMEIIIIIIIIIIIIIII!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

    Diana Alves.

    ResponderExcluir
  8. Gostei muito,recomendo a leitura...

    ResponderExcluir
  9. Com uma sogra e uma cunhada assim, ninguém precisa de inimigos... que cobras... Livro nota 10. Ainda não achei um de Carole Mortimer do qual não gostasse.

    ResponderExcluir
  10. Boas sem dúvida muito bom!! Gosto da atitude de alex em enfrentar a familia pela mulher amada!!! Realmente vale a pena ler!!!

    ResponderExcluir
  11. Muito boa essa historia,se todos os homens defendessem e protegessem assim suas mulheres o mundo seria bem melhor.

    ResponderExcluir
  12. Amei!!!Simplesmente tudo.Mocinha forte e decidida(sem deixar de ser doce),mocinho valente e protetor.Adorei como o Alex defendeu a Mildres.E que mãe é aquela afff

    ResponderExcluir
  13. Ah...vou ler, tantas recomendações! Valeu meninas!

    ResponderExcluir
  14. obrigada, por ter postado o pedaço que falta.

    ResponderExcluir
  15. obrigada, por ter postado o pedaço que falta.

    ResponderExcluir
  16. Este livro me surpreendeu. É realmente bom.

    ResponderExcluir
  17. Não gostei, muito chatinho, nem li td!

    ResponderExcluir
  18. Eu estava procurando este livro a anos, eu amo esse livro, muito obrigada pelo blog.

    ResponderExcluir
  19. Lindo, perfeito. Sogra e cunhada uma praga,mocinho adorável a mocinha tb. Super recomendado.

    ResponderExcluir
  20. Surpreendente. Livro maravilhoso. Apaixonante ver o Alex defendendo a Mocinha. Super recomendado

    ResponderExcluir


MENINAS O BLOG, NÃO TEM MODERADOR DE COMENTÁRIOS. MAS COMENTÁRIOS OFENSIVOS OU PROVOCATIVOS SERÃO TIRADOS.

NÃO MANDO LIVROS POR EMAILS, O BOX TEM LIMITE PARA BAIXAR POR MÊS,
BAIXE APENAS O QUE VOCÊ IRÁ LER.
OS LINKS COSTUMAM PARAR DE FUNCIONAR NO FINAL DE CADA MÊS POIS O BOX ESTOURA O LIMITE, PARA ISSO NÃO ACONTECER PRUDÊNCIA NO BAIXAR DOS LIVROS.