COMENTEM OS LIVROS

MENINAS COMENTEM OS LIVROS.

O BLOG SE ALIMENTA DE COMENTÁRIOS!

COMENTÁRIOS DÃO VIDA AO BLOG!

DEDETIZADORA - CAMPINAS E REGIÃO

O Capataz

O Capataz
Operação caça cowboy

Qual é o seu estilo?

DICA


PARA ABRIR QUALQUER PÁGINA E FUGIR DAS PROPAGANDAS, SEM PROBLEMAS.

CLIQUE COM O MOUSE DIREITO E ESCOLHA A OPÇÃO ABRIR GUIA OU LINK EM OUTRA PÁGINA

ISSO SERVER PARA O ÍNDICE , ETC


para falar comigo : amoraosromances2@gmail.com

LIVROS RECOMENDADOS PARA LEITURA

  • A PROMETIDA - Esse livro está somente no AMAZON, mas tive a oportunidade de ler no Wattpad(já foi Retirado). Eu o classifico como comédia romântica. Amei Mansur, o S...
    Há um ano

Gostou do Blog ? Seja um MEMBRO !!

LIVROS EM INGLÊS E ESPANHOL

LIVROS EM INGLÊS E ESPANHOL
PARA VOCÊ QUE ESTUDA A LÍNGUA- CLICK NA IMAGEM

sábado, 21 de julho de 2012

A CASA NO PARQUE


Casa no Parque
Mansion for My Love
Robyn Donald
Coleção Julia, nº 220
Série
Romances Editora Abril, 1982
Faine ia chamar Burke, o homem com quem acabava de casar, mas sua voz não saiu: diante dela, beijando apaixonadamente outra mulher, estava ele, tão louco de amor que nem chegou a vê-la. Por um momento, Faine pensou que ia morrer. Então se recobrou e compreendeu tudo. Libby, sua rival, era a cunhada de Burke. Como ele jamais poderia ter a mulher do irmão, havia casado com Faine, para esquecê-la... A verdade era cruel, mais cruel ainda era pensar em viver sem Burke, amando-o como o amava. Apesar de sentir o coração sangrando, Faine decidiu que não desistiria dele. Iria com aquele homem para a casa do parque, em Auckland, e. pagaria para ver o que o destino lhe reservava.


Então, ele a beijou novamente e, quando Faine tentou afastar sua mão, Burke falou:
- Sinto muito, Faine. Não tenha medo de mim. Sei que não tenho o melhor humor, mas raramente perco o controle. Nunca faria nada que pudesse machucá-la, por favor, acredite.
"Mas você já fez isso", ela desejou gritar, jogar-lhe na cara. "Você quase me matou e nem sabe disso!"
Talvez o desespero de Faine tenha se revelado em seus olhos, pois Burke tomou suas mãos com delicadeza e falou, numa voz gentil:
- Eu sinto muito! Sinto mesmo que tenha ouvido as coisas que ouviu e compreendo o que sente agora... Acho que estou tornando as coisas ainda piores. Estamos os dois cansados demais para conseguir pensar direito. É melhor ir para cama, agora. Amanhã de manhã estará melhor.
E, naquela noite, ela sonhou novamente com máscaras e espelhos. Só que, desta vez, sabia o que significavam.

8 comentários:

  1. excelenteeeeeeeeeeeeee

    ResponderExcluir
  2. finalmente,um livro que pode ser real. o mais comum é tudo não passar de mal entendidos. neste os protagonistas erram e acertam como pessoas reais, ninguém é perfeito . Então descobrem o amor...
    Gostei muito!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

    ResponderExcluir
  3. Amo esse livro, tenho a muitos anos e nunca tive coragem de me desfazer dele.
    A cena em que ela se despede dele e vai embora é de sangrar o coração.
    Só acho que ele deveria ter sofrido mais.

    ResponderExcluir
  4. Desculpem a franqueza do meu comentário e a minha revolta, mas quando leio livros dessa autora, já fico com os dois pés atrás e com o estômago preparado (tenho certeza que o verdadeiro Robyn Donald é homem kkk). Seus livros embora sejam escritos com uma estrutura romanceada são bem intensos e realistas. Seus personagens são pessoas comuns que poderiam ser reais, e sempre mostram quem é quem na estória, a verdade nua e crua. Não acreditei que acharia um “mocinho” mais escroto e cafajeste que o Craig de “Cenas de Um Casamento” (que por coincidência é da mesma autora), mas me enganei, encontrei aqui o Burke que conseguiu ser muito pior!

    ResponderExcluir
  5. Faço comparação do Burke com uma criança pequena, que quer um determinado brinquedo, e, depois de consegui-lo, brinca por alguns minutos e abandona... Assim fez o Burke, sempre desejou a cunhada e a conseguiu pelo tempo que ELE quis. Burke e Faine ficaram meses separados, e, nesse tempo todo ele comeu e se lambuzou com a cunhada, depois quando se cansou a mandou embora, e, voltou com a maior cara de pau pra esposa. A estorinha que ele contou que não conseguia tocar a cunhada é balela, Burke a desejava e passou meses ao lado dela. Na verdade Burke quis viver a paixão com a cunhada até a exaustão, quando acabou ele voltou... simples assim! A Libby posa de boa moça, mas era uma vagabunda que traía o marido com o cunhado nas fuças dele. E ainda no final o casalzinho ordinário posa de bonzinho, um desejando felicidades ao outro, vivendo numa harmonia familiar... ah me poupe né, é liberalidade demais pro meu gosto! Pra mim Burke não tem perdão. A mocinha foi a única vítima na estória.

    ResponderExcluir
  6. Obrigada, Beatriz pelos seus comentários, bem objetivos e coerentes. Realmente, não tolero esses personagens hipócritas. Não vou ler ..

    ResponderExcluir
  7. Achei verossímil a história. Sem grandes fantasias. Eu já tinha dado um pé na bunda dele, no dia do casamento. A mocinha realmente foi uma dama, só trouxa demais no final. Ela tinha que fazer esses dois samgrarem. Mocinho tá mais pra vilão.

    ResponderExcluir


MENINAS O BLOG, NÃO TEM MODERADOR DE COMENTÁRIOS. MAS COMENTÁRIOS OFENSIVOS OU PROVOCATIVOS SERÃO TIRADOS.

NÃO MANDO LIVROS POR EMAILS, O BOX TEM LIMITE PARA BAIXAR POR MÊS,
BAIXE APENAS O QUE VOCÊ IRÁ LER.
OS LINKS COSTUMAM PARAR DE FUNCIONAR NO FINAL DE CADA MÊS POIS O BOX ESTOURA O LIMITE, PARA ISSO NÃO ACONTECER PRUDÊNCIA NO BAIXAR DOS LIVROS.