COMENTEM OS LIVROS

MENINAS COMENTEM OS LIVROS.

O BLOG SE ALIMENTA DE COMENTÁRIOS!

COMENTÁRIOS DÃO VIDA AO BLOG!

DEDETIZADORA - CAMPINAS E REGIÃO

Qual é o seu estilo?

DICA


PARA ABRIR QUALQUER PÁGINA E FUGIR DAS PROPAGANDAS, SEM PROBLEMAS.

CLIQUE COM O MOUSE DIREITO E ESCOLHA A OPÇÃO ABRIR GUIA OU LINK EM OUTRA PÁGINA

ISSO SERVER PARA O ÍNDICE , ETC


para falar comigo : amoraosromances2@gmail.com

LIVROS RECOMENDADOS PARA LEITURA

  • A PROMETIDA - Esse livro está somente no AMAZON, mas tive a oportunidade de ler no Wattpad(já foi Retirado). Eu o classifico como comédia romântica. Amei Mansur, o S...
    Há um ano

Gostou do Blog ? Seja um MEMBRO !!

LIVROS EM INGLÊS E ESPANHOL

LIVROS EM INGLÊS E ESPANHOL
PARA VOCÊ QUE ESTUDA A LÍNGUA- CLICK NA IMAGEM

terça-feira, 19 de julho de 2016

CENAS DE UM CASAMENTO


CENAS DE UM CASAMENTO
Julia nº256 / Edição de Colecionador nº24
Copyright: Robyn Donald
Título Original: “Return to Yesterday”
                           Publicado originalmente em 1984 

Ela quis gritar e não pôde, quis bater nele e sentiu o corpo todo paralisado de dor... Craig, seu marido, estava na cama com outra mulher! Sufocou a angústia e saiu devagar, até que o desespero a fez correr. A cena havia acontecido há seis anos e, desde então, ela vivia sozinha na Austrália, se refazendo, construindo uma Catlin mais segura e feliz. Precisava apenas buscar o dinheiro que deixara na Nova Zelândia
porque Craig, voluntarioso como sempre, exigia que ela fosse pessoalmente. Que exigisse! Levaria um susto ao reencontrá-la; ela é que ria exigir o divórcio. Sabia que o encontro forçado ocultava uma armadilha, mas sentia-se preparada para correr riscos. Até que o marido a apertou nos braços e impôs: "Você ainda é minha mulher, portanto..."

TRECHO
Catlin abriu a porta da frente assobiando, como sempre fazia quando estava contente.
- É você, Catlin? Venha tomar café. Acabei de coar - Deb falou da cozinha.
As duas dividiam um apartamento e se davam muito bem. Eram da mesma idade, quase da mesma altura, mas Catlin era loira, com cabelos puxando para o dourado, enquanto Deb era morena, com cabelos pretos.
- Chegou uma cartada Nova Zelândia para você - Deb avisou, assim que a amiga entrou na cozinha.
Catlin jogou a bolsa sobre uma cadeira, sentou na outra, e por um instante ficou olhando para o envelope, com listras vermelhas e azuis, cores da bandeira da Nova Zelândia. Seu olhar era apreensivo, a boca estava crispada formando uma linha fina. Finalmente, com dedos trêmulos, ela rasgou o envelope e pegou as folhas para ler.
Deb levantou para pegar o café e as xícaras. Quando sentou novamente, serviu a bebida e ficou esperando que Catlin terminasse de ler. Ao ver a expressão aborrecida da amiga, não se conteve mais:
- Más notícias?
- Mais ou menos. Craig não vai liberar o dinheiro, a não ser que eu vá até a Nova Zelândia para encontrá-lo.
- Craig? Seu advogado não se chama Stretton?
- Não confunda as coisas, Deb. Craig é meu marido.
- Marido? - Deb abriu a boca, espantada. - Nunca me disse que era casada! Conheço você desde que chegou na Austrália, quando tinha só dezoito anos, lembra-se? Fazia três semanas que estava morando aqui. Como pode ter se casado sem que eu soubesse?
Catlin riu com vontade. 
- Claro que lembro de tudo. Acontece que casei com Craig quando tinha dezessete anos, antes de você me conhecer.
Deb arregalou os olhos, achando tudo aquilo incrível e mediu de alto a baixo a amiga, tão jovem, alta e elegante, muito bem vestida. 
- Casada... com dezessete anos! Não consigo acreditar, Catlin! Vai me contar tudo ou prefere esquecer?
- Vou lhe contar todos os detalhes. Nunca toquei nesse assunto antes, porque no começo me machucava muito. Depois, achei que não importava mais.
- Como não importava! Você era quase uma criança! É um fato que pode marcar uma vida! 
- Tem razão, Deb. Marcou mesmo. Logo que vim para a Austrália, tudo que fazia era para provar a mim mesma que Craig estava errado a meu respeito. Não pretendia vê-lo de novo, mas tinha que provar isso. Ele me achava ignorante, por isso, consegui me formar na faculdade. Me acusava de ser ingênua e boba, por isso me tornei sofisticada, aprendendo a me vestir bem, a ser elegante... Dizia que eu não era culta, por isso, passei a freqüentar teatros, cinemas e a ler o que pudesse... Bem, tentei ser tudo aquilo que Craig pensava que eu não era. 
- Agora posso compreender uma porção de coisas, Catlin. Por exemplo, porque nunca se envolve com ninguém. Você sempre paquera, às vezes namora, mas não quer nada mais sério. 
- Pois é, Deb. Não quero cair em outra armadilha. Prometi a mim mesma que nenhum homem me fará sofrer de novo. 
- Por que casou com Craig?
- É uma longa história. Meu pai tinha uma fazenda em Mount Fay, na Ilha do Sul, na Nova Zelândia. Nós morávamos lá sozinhos, pois mamãe morreu quando eu ainda era bebê. Eu nunca saía da fazenda, a não ser para ir ao dentista ou à cidade com meu pai. Nunca fui à escola e fiz meus estudos por correspondência, ajudada por papai. Tínhamos uma governanta, mas quando eu estava com doze anos, ela se aposentou e eu me encarreguei da casa. Era muito feliz, amava meu pai, portanto... não fazia questão de mais nada.

- Devia ser muito inocente...
- Nem pode avaliar quanto!
- E aí, como conheceu seu marido?
- Logo depois que fiz dezessete anos, papai teve um enfarte. Felizmente não foi muito sério e ele se recuperou logo. Mas achou que não daria mais conta do serviço da fazenda e resolveu vendê-la. Craig Loring ficou interessado e apareceu em casa para saber as condições.
- Ele comprou?
- Sim.
- Nossa, devia ser muito rico! Quantos anos ele tem? Não vá me dizer que é velho?
- Naquela ocasião, ele devia ter vinte e seis anos e estava viúvo há pouco tempo, com uma filha de dois anos para criar. Acho que Craig ainda não tinha se recuperado da morte da mulher. Quanto ao dinheiro, os Loring sempre foram uma família muito rica. Controlavam vários negócios, não só fazendas, como gado, exportação e outras coisas. Craig já nasceu rico e Mount Fay seria só mais uma de suas propriedades.
Deb não perdia uma palavra da amiga. Bebericava seu café, mas não desviava o olhar do rosto expressivo de Catlin.
- E por que Craig casou com você?
- Sei lá! Acho que nem ele sabe. Talvez ainda estivesse muito chocado com a morte da mulher. Ela ficou doente durante seis meses e eles devem ter sofrido muito, nesse tempo. Já cheguei a imaginar que Craig casou comigo porque não sabia que outra atitude tomar. Logo depois que papai vendeu a fazenda, teve outro enfarte, dessa vez, fatal. E não sei por que tinha feito um testamento, deixando Craig como meu tutor.
- Seu pai gostava tanto assim dele?
- Craig é o tipo de pessoa em quem os homens confiam à primeira vista. Papai achava que ele era um cara excelente, Então deixou-o como meu tutor, responsável por uma grande quantia que eu só deveria receber quando fizesse vinte e cinco anos. Acho que, por causa disso tudo, Craig pensou que não tinha alternativa a não ser casar comigo!
- Ele não estaria interessado no seu dinheiro?
- Não acredito nisso. Craig já tem dinheiro de sobra e não é mau-caráter.
- Que tal ele é.
- O príncipe encantado de qualquer adolescente! - Catlin riu ao ver o espanto da amiga. 
- Estou dizendo a verdade! É bem alto, com mais de um metro e oitenta, forte, queimado de sol... muito sexy. Tem o cabelo castanho e um sorriso de artista de cinema!
- Nossa! Nem dá para imaginar. Por favor... conte mais.
- Embora eu o odeie, reconheço que é o homem mais sensual que já vi na vida! Tem os olhos muito azuis, que às vezes são frios como aço, outras... suaves como veludo! É muito bonito, mas acima de tudo é charmoso e sensual! As mulheres perdem a cabeça por ele!
- Meu Deus! E você... tão ingênua e simples! Não teve muita chance, não é
- Nenhuma! Nosso casamento foi feito junto da cama de papai, pouco antes de sua morte. Depois Craig me levou para Auckland, onde a família vivia, numa casa enorme. O estranho é que meu marido nunca tentou fazer amor comigo...
- Você teve que morar com a família toda?
- Exatamente. Com a mãe, as irmãs, os amigos que não saíam de lá. Craig dizia que eu devia me sentir em casa, mas nunca me tratou realmente como esposa. Acho que a essa altura nós dois sabíamos que tínhamos cometido um engano terrível. Eu percebia que ele não me amava... mas foi a mãe dele, Emily, quem me disse claramente que Craig não estava interessado em ir para a cama comigo.

43 comentários:

  1. Eu gostei do livro, a traição não chegou a ser bem uma traição, pois embora eles fossem casados, não tinham nada. A mocinha depois q volta, esta mais amadurecida e decidida.
    Rafaela Matias

    ResponderExcluir
  2. Realmente é uma das histórias mais atraentes que li, vc fica preso a ela do começo ao fim maravilhosa nota 10.

    ResponderExcluir
  3. ACHO UMA HISTORIA FEIA E DE TRAICAO SIM,ELA ESTAVA LA ,ESPERANDO O MARIDO NOTA-LA COMO MULHER...E DEPOIS ELA PEGA ELE EMCIMA DE OUTRA MULHER,DEPOIS ELE AINDA LEVA ELA AO MESMO LOCAL E AMESMA CAMA QUE DORMIA COM A OUTRA ....FALA SERIO!!!!!!!!!!!!!!!! MARI

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Concordo totalmente, que história é essa, podia casar com ela mas não podia consumar o casamento e arrumava outras, mas não viu problema em forca-la. Ela foi muito tonta, pior romance que li na vida.

      Excluir
    2. Concordo totalmente, que história é essa, podia casar com ela mas não podia consumar o casamento e arrumava outras, mas não viu problema em forca-la. Ela foi muito tonta, pior romance que li na vida.

      Excluir
  4. Achei que a mocinha esqueceu seus objetivos muito rápido..... Passou por cima de muita coisa..... Mas no geral gostei

    ResponderExcluir
  5. Detestei o mocinho...e a mocinha, que tonta. aff. Aceitou tao facil a situacao. Esse mocinho nem sofreu, pq esteve sempre rodeado de amantes, eca. nota o.

    ResponderExcluir
  6. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  7. Horrivel ..nota -10 ..Cara odiei o mocinho , ele estrupo a mocinha depois que ela viu ele traindo ela ..Horrivel ..Ninguem aceitaria isso ...

    ResponderExcluir
  8. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  9. Livrinho ridículo. O cara já sabe que a menina é jovem e sem experiencia, pq não teve um pouco de paciência? Ao invés disso além de estuprar a menina ainda por cima trai, e age como se tudo tivesse sido por culpa dela. E se ele não podia se segurar pq casou com ela? E ela também, muito bobinha, tonta, idiota e fácil... O livrinho que me deu raiva.

    ResponderExcluir
  10. gostei mais ou menos do livro ele a traiu e sofreu pouco por isso , ela castigou ele mas foi muito pouco perto das humilhaçoes que ele fez ela passar

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Muito pouco! E ela ainda admite q tbm teve culpa por ser uma pessoa preparada e q ficou excitada c o estupro e q no fim, ela ficou com medo dela mesma e não da brutalidade do ogro! credo

      mocinha tosca!

      Denise M.

      Excluir
  11. Não gostei nem um pouco. O cara levar a mocinha para o lugar onde ela o viu a traindo foi repugnante, para dizer o mínimo. Torci em vão para que ela desse um chute no traseiro dele. Canalha! Deve estar traindo a idiota até hoje. kkkkkk!

    ResponderExcluir
  12. Concordo com todos os comentários acima. Mais uma mocinha que adquire segurança, maturidade e confiança e no fim das contas, se perde, aceita e perdoa fácil demais o mocinho galinha, que teve mais de uma amante no livro (é de matar de raiva), casou c ela e não teve o mínimo de paciência e ainda a tratava como idiota só por ela ser humilde, ingênua por morar numa fazenda, aff!!

    E pra arrebentar de vez os nervos de quem lê, acompanhando e torcendo que ela tivesse atitude p fazer ele se arrepender, correr atrás dela (adoro quando sentem na pele todo sofrimento das mocinhas), e ele pra 'comemorar' a volta dela, tem a audácia/falta de noção de levar a debiloide, que só pensa em sexo com ele(mesmo tendo sido estuprada por reclamar da traição), para a mesma cama onde ela o flagrou transando com outra! Sinceramente viu!!

    ResponderExcluir
  13. Sinceramente este foi o pior livro de bolso que já na minha vida.

    Todos os personagens são mau construídos. Além do mocinho ser definitivamente um canalha. Já bastante coisa ruim, mas esse ganhou de todos os livros pelo mocinho ser um estuprador, pedófilo (porque você se casar com uma menina de 16 anos é pedofilia sim) um desrespeito total as mulheres.

    Acredito que o blog tenha que tirar esse livro do ar.

    ResponderExcluir
  14. A autora mostra um casamento estranho, ele não pode fazer sexo com a esposa, por causa da consciência pesada justifica pela dirença de idade para trair não tem escrúpulos, a história é contraditória, e para variar a mocinha perdoa facilmente.

    ResponderExcluir
  15. A autora errou nos argumentos para o casamento não ser consumado e para justificar a traição do marido e para variar a mocinha perdoa com uma facilidade que beira ao ridículo.
    .

    ResponderExcluir
  16. Esse livro parece que foi escrito por alguém que estava de mau humor com a vida , criou personagens que tiram a paciência, eu por exemplo pulei algumas páginas e isso não fez a menor falta para fazer a leitura do romance e compreender que a mocinha casou com um machão que não tem culpa de ser sexual é a vida e uma protagonista pseudo mulher adulta moderna, que na hora de se fazer valer simplesmente se deixa levar pelas decisões do protagonista.

    ResponderExcluir
  17. Romance mal elaborado, resultando na perda de qualidade dos personagens, salvando-se apenas a menina e a avo'. As colegas teceram comentarios justos sobre o livro. Liviana.

    ResponderExcluir
  18. Bem, concordo muito com todas que consideraram que o mocinho traidor deveria ter sofrido…. não gostei muito não….

    ResponderExcluir
  19. Em 1º lugar eu detestei o livro, não deixa saudade e não leria novamente. Em 2º lugar esse livro foi escrito por um homem, tem todas as caraterísticas de uma mente masculina, visto que é de um machismo exacerbado. Uma estória assim jamais seria escrita por uma mulher, as mulheres de modo geral tem outra visão do amor, do compromisso e da fidelidade. Ou se for uma mulher estava completamente bêbada, chapada e deve ser uma mulher-macho, que não entende nada do universo feminino, a estória é totalmente sem noção, sem coerência e nenhuma justificativa para os fatos. Esse romance recebe críticas em todos os sites que vejo há muitos anos e os comentários não mudam. Desculpe-me quem gosta do livro e acha que não houve estupro, o próprio personagem assumiu que estuprou a mocinha, portanto, teve sim traição/infidelidade+estupro e NADA justifica um estupro. Nunca vou entender a cabeça de Craig em desprezar a Catlin, ele não foi obrigado a se casar. E ainda, arrumar amantes, ser infiel era correto pra ele, mas consumar o casamento com sua legítima esposa era pedofilia, era errado! Os fatos não combinam com a situação, Craig poderia ter se casado, arrumado suas amantes, mas ter deixado Catlin em paz, mas ele foi mais cruel, ele a desprezava na frente dos amigos, esfregava as amantes no nariz dela e depois vem dizer que a amava que esteve esperando por ela todos esses anos? Craig é um dos mocinhos mais nojento e asqueroso que conheci nos romances, disse estar furioso na noite do flagra em que estava transando com a tal Belinda e não dá nenhuma explicação, enquanto estava em cima da vagaba estava tudo bem, aproveitou tudo o que podia, só em casa quando foi confrontado ficou abalado e zangado com Catlin que reclamou da traição, e a reclamação gerou o estupro.

    ResponderExcluir
  20. Sempre que Catlin jogava as verdades na cara dele, ele reagia com violência, tanto no passado quanto no presente e dava um jeito de inverter o jogo e botar a culpa nela. Ele nunca assumiu seus erros e continuou errando ao longo dos 6 anos seguintes. Na noite do estupro ele afirma que queria humilhá-la, mas humilhá-la por qual motivo meu Jesus? O que justificava esse ânsia dele em querer humilhá-la se menina não fazia nada de errado? É ou não é um mocinho FDP? Poha em que momento Catlin foi culpada pelo estupro? Craig sequer pediu desculpas pelas traições, não se arrependeu de nada que fez. Quando no passado a mãe perguntou por que Catlin foi embora, ele disse que ELA precisava amadurecer (espertamente não contou que ela o pegou traçando uma vagaba) e ELE precisava de quê? Ele precisava virar homem!
    Quanto a Catlin, não consigo nem qualificar essa mocinha, pois uma mulher que se sujeita a fazer sexo forçado com um cara que acabou de transar e deixar a amante na cama, e ainda dizer que ficou excitada, ela é tão asquerosa quanto ele, foi nojento, só por deus mesmo... Então meu povo, se alguém entender esse livro com esses personagens me avisem, porque eu passei batido!kkkkkkkkkkkkkk

    ResponderExcluir
  21. Respostas
    1. Não faça isso Rosely, não desista de ler, pelo contrário leia e nos dê a sua opinião, talvez você tenha outra visão do livro e enxergue coisas que nós não enxergamos.

      Excluir
  22. pelos comentários nem vou ler. Obrigado pessoal porque quando tem comentários fica mais fácil . Bjs a todos.

    ResponderExcluir
  23. pelos comentários nem vou ler. Obrigado pessoal porque quando tem comentários fica mais fácil . Bjs a todos.

    ResponderExcluir
  24. O quê? Meu Deus! Ela é enganada, humilhada e sofre uma primeira vez ABUSIVA, onde a autora usa a palavra ESTUPRO e fica por isso mesmo? No final, ela ficou como a responsável por tudo o que passou, e tudo se esqueceu tão fácil assim??? Homem mandão, irracível, autoritário e abusivo. E ainda justificou as traições, como culpa dela?¹ Sinceramente... Não gostei.

    ResponderExcluir
  25. Gostei mais dos comentários do que do livro...
    Meninas vcs arrasaram nas descrições do livro perfeito.
    Bjks a todas!
    Parabéns pelo blog.

    ResponderExcluir
  26. Eu gostei muito do livro, mas tive a sensação que ele foi mutilado na tradução, ou seja, cortaram muito dele.

    ResponderExcluir
  27. Eu gostei muito do livro, mas tive a sensação que ele foi mutilado na tradução, ou seja, cortaram muito dele.

    ResponderExcluir
  28. Concordo com todos os comentários, se quer passar raiva é só ler essa história.

    ResponderExcluir
  29. Nem vou perder meu tempo. Sexo sem consentimento é estupro. e estupro nao se perdoa.

    ResponderExcluir
  30. Eu acredito que tem umas escritoras que fogem do padrão, pois se casaram porque o homem vai procurar outra mulher fora do casamento, não importa a idade, a fidelidade move o casamento, e trás felicidade!

    ResponderExcluir
  31. Puxxaaaaa... A maioria dos comentários são negativos... Bem... justamente por isso é que vou ler o livro... Quero dar minha opinião também após a leitura...Rsrs...

    ResponderExcluir


MENINAS O BLOG, NÃO TEM MODERADOR DE COMENTÁRIOS. MAS COMENTÁRIOS OFENSIVOS OU PROVOCATIVOS SERÃO TIRADOS.

NÃO MANDO LIVROS POR EMAILS, O BOX TEM LIMITE PARA BAIXAR POR MÊS,
BAIXE APENAS O QUE VOCÊ IRÁ LER.
OS LINKS COSTUMAM PARAR DE FUNCIONAR NO FINAL DE CADA MÊS POIS O BOX ESTOURA O LIMITE, PARA ISSO NÃO ACONTECER PRUDÊNCIA NO BAIXAR DOS LIVROS.